Trashédia

YOU WILL BE HAPPIER WITH LOWER STANDARDS

A BÍBLIA DO FASHION BLOGGING | TOMA 3 DOMINA O TEU ROSTO

Esta é, muito provavelmente, uma das tomas mais importantes da BÍBLIA DO FASHION BLOGGING.
É muito provavelmente a toma em que se separa de uma vez por todas, o trigo do joio.
Digamos que é o momento decisivo em que a Fashion Blogger se emancipa dessa categoria e passa a Digital influencer consagrada.
Pode parecer um exagero, mas não.
Pode parecer um bocado Gustavo Santos do Fashion Blogging, mas também não.

No início é tudo muito simples e começar um blogue é mesmo muito fácil. Qualquer indivíduo com competências básicas em como aceder a websites consegue criar um blogue e escolher um template que lhe agrada, consegue facilmente cravar um amigx para tirar fotografias e pô-las online. É mesmo simples. Foi o apreendido nas duas primeiras tomas da nossa Bíblia.

Mas hoje, carx leitorx, a trama adensa: vamos mergulhar numa nova realidade, num capítulo muito mais complexo: DOMINA O TEU ROSTO.

A IMPORTÂNCIA DA EXPRESSÃO FACIAL PARA O FASHION BLOGGING

A expressão facial não é importante; é decisiva. É o factor diferenciador que pode levar a Fashion Blogger mesmo muito mais longe na sua carreira.
E porquê? Porque a expressão facial da Fashion Blogger é o espelho da sua alma, do seu espírito único.  Divertida, simpática, bem disposta, alegre, cheia de joie de vivre e com um allure próprio.
Não é necessário que a Fashion Blogger seja canonicamente bonita, já o sabemos. É apenas necessário que a Fashion Blogger seja alguém com uma personalidade inacreditável e um estilo único, porque esse é de facto o capital invisível da Fashion Blogger. Todas essas características se traduzem, ao longo dos seus posts, em imagens mesmo giras com aqueles outfits tendência que toda uma horda de gente que a segue deseja adquirir e copiar. Todas essas composições que povoam os media dominados pela Fashion Blogger estão carregadas de linguagem e significância não-verbais, escondidas no corpo e nos códigos emitidos pela sua roupa.

Para isso, é essencial que a Fashion Blogger domine um pequeno leque pessoal de expressões trabalhadas e criadas exclusivamente por si e à medida do seu rosto. O sucesso no aproveitamento do que advém deste capítulo depende exclusivamente de uma grande capacidade de abstracção e de uma enorme dose de disponibilidade para que seja possível viajar até ao âmago do seu ser. Este capítulo propõe uma viagem interior que implica lidar com pontos fortes e fracos, que implica tratar por tu as susceptibilidades do self, por forma a mecanizar técnicas de enaltecimento que suplantem qualquer hipótese de revelação pública de fraqueza.
Caso não consigam encontrar essas expressões à primeira tentativa (tudo isto requer mesmo muito tempo), não desesperem. A persistência é o segredo e esse segredo é relativamente pouco secreto: treina-se em frente ao espelho e deixa-se que a cara e os seus músculos sejam os mensageiros da alma.
Aprendam a evocar ou mimetizar pelo menos três a quatro expressões faciais que vos permitam rentabilizar o tempo de trabalho e criação de imagens para os vossos media e não se esqueçam que o importante é a intensidade no olhar, a confiança que ele transmite.
É preciso atingir o nível de Mestre em pelo menos duas expressões sexy, dois sorrisos, uma expressão séria, uma gargalhada e uma expressão divertida.
São muitas, eu sei, não é nada fácil, também sei, no entanto o empenho nesta Toma ditará grande parte do vosso sucesso.
Aconselho a utilização de um espelho, definitivamente o vosso melhor amigo.

Para além de tudo aquilo que são vantagens que advém do domínio da expressão facial, é extremamente benéfico para a vida de Fashion Blogger / Digital Influencer que se conheça tudo isso antes de fotografar com o nosso fotógrafo de confiança. Ainda assim, é mesmo muito mais importante dominar estas técnicas perante desconhecidos. Porquê? Porque a partir de uma determinada altura, em determinados eventos a que compareçam, os fotógrafos com quem se irão encontrar não serão os da vossa confiança, e a partir dessa mesma altura não poderão dar-se ao luxo de sair mal num outro blogue, num site ou até mesmo numa publicação impressa.
Lembrem-se de personagens como Barney Stinson ou do mais recente Ridiculously Photogenic Guy. Anexo exemplos:

Nesta toma é quando devem também aproveitar para trabalhar outro algo de extrema importância, que é a vossa maquilhagem.
Se são do género que gosta de usar diferentes looks porque sabem manobrar pincéis e operar técnicas variadas, de iniciativa própria ou a seguir tutoriais, então não posso dizer-vos nada, porque além de não ser essa pessoa, não costumo gostar muito de me ver maquilhada. Se são, porém, do mesmo género que eu, aproveitem os momentos que passarão ao espelho a treinar expressões para cristalizar o vosso look signature. Não se esqueçam que depois de começar esta coisa das expressões faciais e dos looks de maquilhagem, não há volta a dar, e serão, a partir do vosso início, investidas não só como Digital, mas também como Beauty Influencers. Poderão enveredar por caminhos de sucesso no subuniverso da beleza como Inês Mocho ou Sofia Novais de Paula e trabalhar nesta área de forma continuada e profissional, estabelencendo-vos como comunicadoras privilegiadas cujos canais e formas de comunicar chegam, de facto, ao grande público anónimo. Mas isto por enquanto são sonhos, ok? São caminhos já bastante longos e muito trabalhados.
Sonhar é ideal, mas voltemos ao nosso nível 3.

Já trabalhámos as posições do corpo, por isso vamos agora trabalhar as expressões faciais com exemplos que vos vou facultar.

CARA PRIMEIRA O NEUTRO AMIGÁVEL
bloggers-29Como podem ver, O NEUTRO AMIGÁVEL é uma expressão recorrente para mim. Os lábios ligeiramente mais do que entreabertos, sempre com um pouco de dentes à mostra, porque se entreabrirmos os lábios sem dentes à mostra, cria-se sempre a ilusão de que não temos dentes, e isso pode ser péssimo, porque parece aquele tumblr do Actresses Without Teeth. Depois o olhar, de surpresa ou admiração, tem alguma intenção, não muito forte, e é modulado pela descontracção ao nível das sobrancelhas, um dos elementos mais importantes nesta coisa do controlo da expressão. No meu caso, como tenho os olhos grandes e redondos e salientes, opto por um desenho de sobrancelhas que não os deixe ali pendurados, sozinhos, completamente desamparados. São longas, têm a espessura original e não têm um arco excessivamente cavado, muito menos geométrico. Respeitando a sua natureza ao nível da extensão horizontal das mesmas, opto por não as aparar nem tingir. Hão-de reparar que, para o NEUTRO AMIGÁVEL, é preciso descontrair o maxilar inferior por forma a obter este ar surpreso, porém carregado de simpatia e simplicidade. É uma expressão muito acessível, tornada muito mais agradável através da mão que toca ligeiramente no rosto, com os dedos flectidos sem tensão. O segredo desta expressão é a ausência de tensão muscular excessiva, que acaba sempre por endurecer as expressões e criar afastamento do público que ainda não nos conhece. Outro ponto muito favorável é a mão, que se revela, na sua delicadeza, com as unhas tratadas e a pele suave.

CARA SEGUNDA A LYNDA CONTEMPLATIVAbloggers-31Conseguir A LYNDA CONTEMPLATIVA é muito simples, e continua na sequência do Neutro Amigável. É mais uma expressão que transmite confiança e paz ao leitor, e que oferece uma boa garantia de que o que for que está a ser vendido, é bom e resulta mesmo, sem bullshit. A LYNDA CONTEMPLATIVA pode ser confundida com a expressão clássica das moedas no chão ou lá o que é que é, mas no meu caso, é apenas uma óptima forma de controlar os olhos, que às vezes são um transtorno por causa do tamanho e de algumas maquilhagens que acabam por fazer-me. A LYNDA CONTEMPLATIVA é um equilíbrio instável entre o relaxamento das pálpebras e a contracção muito ligeira dos zigomáticos pequeno e grande, bem como dos orbiculares da boca. Os braços, embora cruzados (o cruzamento de braços e pernas indica, como já aprendemos, que nos estamos a fechar ao mundo), não representam uma ameaça. Este tipo de expressão costuma contar com mãos nos cabelos compridos, que cobrem ligeiramente as maçãs do rosto, para criar algum mistério.

CARA TERCEIRA A FRANCESA TÍMIDAbloggers-34A FRANCESA TÍMIDA é uma expressão para uma utilização menos corrente, e pode até inserir-se numa categoria de expressões gourmet. É uma expressão ideal para momentos de introspecção, melancolia, para viagens ou passeios ou experiências sérias e arrebatadoras. É uma expressão em que o sujeito encara a câmara com algum receio, projectando no espectador um misto de sensações: se por um lado o sujeito fotografado pode chegar a ser belo à primeira vista, um olhar mais aprofundado suscitará um misto de sentimentos que oscilam entre o despojamento total e a abertura da alma. É uma expressão que combina um olhar doce com um encerramento do maxilar que cria alguma tensão perto da boca, e que pode causar desconforto ao público. É uma expressão de comunhão verdadeira para com quem está do lado de lá. É óptima para um momento de desabafo ou para uma narrativa mais difícil e pessoal. Funciona muito bem para circuitos alternativos e não comerciais, e evoca todo um espírito próprio da melancolia pós-adolescente causada pela descoberta da às vezes não tão magnífica vida adulta. O posicionamento do rosto, ao fundo de um pescoço pouco erguido, é a chave desta cara terceira.

CARA QUARTA A MIÚDA 3 EFFFES FIXE, FUN, FEARLESSbloggers-36Esta é uma daquelas expressões cuja mensagem comunicativa é simples, eficaz e descontraída. A MIÚDA 3 EFFFES é um pequeno ensaio sobre a comunicação da ousadia do self. Muito simplesmente, um gesto universal divertido, cujo código é reconhecível em qualquer parte do mundo ocidental, ajuda à compreensão de uma expressão facial que não está, de todo, codificada. É uma expressão muito simples de emular, a do olho piscado. Uma expressão que até tem direito a uma canção, de Ruth Marlene, canção essa que aborda a temática do atrevimento e diversão implícitos num gesto simples que consiste no domínio de um conjunto de músculos que nem sempre é fácil. O piscar de olhos com alguma graciosidade leva consigo toda uma boca que sobe e desce, toda uma bochecha que vai de arrasto, bem como, no meu caso, toda uma cabeça que tomba inevitavelmente para um lado. Piscar os olhos é uma daquelas coisas que se fazem com a cara que, à semelhança do assobio quadrado ou da manipulação das narinas, pode causar muitíssima frustração. Até dominar, é difícil.

CARA QUINTA BLOOPERSbloggers-39Outra das coisas que devem sempre fazer, porque é um factor diferenciador magnífico e poderosíssimo, é aceitar a fraqueza da vossa condição enquanto seres humanos e partilhar com o vosso público pelo menos uma foto que deveria ter ficado guardada nos arquivos, uma foto off, uma foto dos BLOOPERS que vos sucederam aquando da sessão. A escolha dessa foto deve mostrar não só o vosso lado mais divertido e outgoing, mas também evidenciar traços da vossa beleza, aqueles assim mais pró escondido. Devem sempre escolher, então, um falhanço dos bons, onde vos reste dignidade e alguma sensualidade. É aquela coisa de admitir que vos correu mal, mas em bem. É importante mostrar o antes e o depois, o erro e o sucesso. Se acrescentarem uma história divertida acerca do tempo e do espaço em que decorre a acção e das condições em que aconteceu a sessão, num daqueles momentos profundos de prosa em linha e meia, tanto melhor: o elo com o público tornar-se-á um pouco mais forte, ao darem este flanco, que não é mais do que um novo passo rumo ao firmamento digital. A história de linha e meia em prosa não burilada pode ser qualquer coisa como: Partilho com vocês esta foto, que não devia aparecer, mas que foi um momento muito engraçado da sessão. Estava muito frio e era muito cedo de manhã e as minhas mãos estavam já super frias, só que queria mostrar a vocês o meu novo verniz e deu nisto. Grande trapalhada! 

Para aprender a DOMINAR O VOSSO ROSTO e depois partilhá-lo com o mundo que dominam, devem também aprender algumas coisas acerca das vossas preferências ao nível da edição das fotografias. Escolham com o fotógrafo o tipo de correcção de pele que vos agrada mais, porque quando se virem nas fotos, vão entrar em delírio horrível. As fotos têm mais definição que páginas tem um romance do Paulo Coelho, pelo que é mesmo preciso estarem preparadas para reagir à imensidão dos vossos poros e penugens no ecrã. O tratamento de pele mais comum e utilizado é aquele em que de repente a pele é mais lisa e macia e suave que a de um bebé. Tal como em todos os anúncios de produtos de beleza de há uns sete ou oito anos, antes da febre das mulheres reais. Porém a Fashion Blogger não quer ser esse tipo de mulher real. Quer ser a sua melhor versão de mulher real. Pelo que é muito comum que a Fashion Blogger não pareça na vida real a mesma pessoa que é nos seus media.
Outra das coisas que a Fashion Blogger que domina o seu rosto deve começar por querer dominar é tudo quanto são marcas têxteis, e agora também de cosméticos. Tanta proximidade não pode não se espremer. Daí que é normal que a Fashion Blogger faça, para além da bibliografia têxtil, a bibliografia facial daquilo que utilizou para estar tão fresca e fofa como aparenta.
No meu caso, vou, como é habitual, passar-vos o meu roteiro.
Aproveito para confessar que a primeira sessão de #OOTD que fiz para a TRASHÉDIA, no ano passado, contou com a presença de uma maquilhadora e de uma hair stylist profissionais, tipo, das estrelas da TV e da internet a sério, mas que prefiro muito amplamente ser eu a tratar do meu cabelo e da minha maquilhagem, porque além de não ser uma estrela a sério, não gosto mesmo nada de me ver homogénea. Até peço sempre ao meu Marido que não me corrija nada na pele!… Que loucura, não é?

Então, no cabelo estou a usar dois produtos, o Ocean Mist e o Volume Cream, ambos da Sachajuan, passíveis de serem adquiridos na loja mais incrível de Lisboa, a Skin Life. No rosto, começando pelos olhos, o Living Luminizer e o Lip 2 Cheek Promise, nas maçãs do rosto (que não se pode dizer bochechas na Fashion), o Lip 2 Cheek Beloved e para corrigir imperfeições (que uso pouquíssimo, porque adoro as minhas imperfeições, poros, rosácea, borbulhas e olheiras – todas dão muito trabalho a criar e manter), o Un Cover Up adaptado ao meu tom de pele, tudo RMS Beatuy, que eu já lhe dou preferencialmente nos orgânicos húmidos/hidratantes há anos! Tudo, sempre, na Skin Life. Nos lábios, o batom é da MAC (que não testa em animais – coisas importantes para mim, ao nível ético), de uma edição limitada antiquíssima da Nicky Minaj, que está mesmo no fim, mas que bem raspadinho ainda dá!… A máscara de pestanas também é RMS Beauty. O verniz é OPI, tipo esta cor, mas sem ser em gel.

Camivestido Bimba Y Lola velhíssimo, mas que ainda serve, que eu estou grávida | Pea Coat velhíssimo Zadig & Voltaire
Fotos do meu incrível Marido, Carlos Pinto

3

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.