Trashédia

YOU WILL BE HAPPIER WITH LOWER STANDARDS

Etiqueta Red Carpet

74th GOLDEN GLOBES – LE RED CARPET

Ahhhh. Madrugada de oito de Janeiro, mesmo a seguir ao Natal e ao Ano Novo e ao Dia de Reis e só penso nas mesas postas em permanência, que só se terão recolhido ontem à tarde em pleno tédio dominical e em tudo o que lá estaria em cima e que se foi picando nas últimas três semanas. Penso nisso e depois penso inevitavelmente em figuras como Rachel Zoe a panicar naquele registo monocórdico não pelos nipple covers, mas por I need more spanx. Porque

Continuar a ler…

EMMY AWARDS 2016 – LE RED CARPET

Eu por acaso costumava só fazer os red carpets dos Golden Globes e dos Óscares, mas de há uns anos para cá, com a crescente importância e frenesi que as séries de TV têm ganho, é impossível resistir à Red Carpet dos Emmys. Tipo, impossível total. A minha única pena é que hoje em dia o estilo da Red Carpet é hipernormativo e todo muito segurozinho, sem grandes riscos cometidos, sem grandes afirmações. É assim uma coisa que à partida já sabemos que vai ser

Continuar a ler…

ÓSCARES é RED CARPET!!!

Não digo que houvesse Óscares todos os dias, mas uma vez de três em três meses… Acho que era a dose certa. AS FRASCOS DE PERFUME Cate Blanchett, Lady Gaga e Jennifer Jason Leigh Nada disto quer dizer que estejam mal. Não. Não é por aí. Mas por exemplo, desde que a Cate Blanchett fez o anúncio do perfume da Armani, que se tem vestido imenso de frasco de perfume, ou melhor, de pessoa permanentemente num anúncio a um perfume. Neste caso vejo a Cate

Continuar a ler…

73º GOLDEN GLOBES – OMG!!!

Portia Doubleday em Naeem Khan. É uma cena incrível só por si uma pessoa chamar-se Portia. Depois o resto é acessório. Depois o resto é este vestido disco-ball genial com um decote fantástico. AH. E o cabelo! Haja alguém com o cabelo apanhado que vale a pena! Nota mil para o verniz! Rooney Mara está sempre óptima porque faz covinhas quando sorri. Ganha ainda mais pontos porque tem um vestido lindo que lembra restos de seda que fugiram do armazém de figurinos do “Marie Antoinette”

Continuar a ler…

Número Sério

Não tenho por hábito comprar coisas que não vou usar ou que não preciso; tenho essa parte da minha vida de consumidora potencialmente compulsiva muito bem resolvida: pura e simplesmente não tenho coisas que não uso. Tenho em linha de conta o que é o meu dia-a-dia e quais são as exigências da minha profissão e tento não comprar roupa desadequada a qualquer faceta da minha vida. Se apenas uma ínfima parte da minha vida profissional exige um guarda-roupa formal, não vou enveredar por uma

Continuar a ler…

TAPETE MÁGICO

Então, de tudo aquilo que consigo apanhar – sempre à margem porque a logística agora é muuuuuuuito mais povoada, digamos assim – sei que as Red Carpets são cada vez mais exigentes. Género circo Romano. Tenho para mim que as passadeiras só são encarnadas pelo sangue derramado. Tudo simbólico, mas acho que conta imenso. Também acho que quem, como a Sienna Miller (a celebridade mais sem sal da História das Celebridades), opta por usar Miu Miu, vai claramente de empregada doméstica. Não é porque a

Continuar a ler…