Trashédia

YOU WILL BE HAPPIER WITH LOWER STANDARDS

Etiqueta YSL

Diva Divina

Não estava uma tarde de sol. Estava uma ventania desgraçada num daqueles dias de céu branco, que são húmidos e em que o frio se entranha nos ossos. O vento gelado entrava-me pelo casaco e por todas as camadas de roupa que trazia vestidas. Não levava gorro nem luvas. Tinha a cabeça gelada, como quando dói o couro cabeludo, sabem? E a camada espessa de batom do cieiro que tinha posto parecia ter secado ao fim de três minutos de rua. Mas como adoro andar

Continuar a ler…

Zvezdochka

A minha história com a Barrios e a Trashédia mete lágrimas, a Austrália e surf. Na dificuldade da primeira escolha para figurar por aqui, o que é que isto está mesmo a sugerir? Marc Newson, como é óbvio! Esta estrela australiana do design é também um surfista e tem tudo que ver com a moda, como a Trashédia estava mesmo a pedir. Chegou mesmo a fazer uma prancha para “extreme surf”, que o McNamara iria estrear em Portugal (e que é uma série limitada a

Continuar a ler…

TAPETE MÁGICO

Cada vez mais perto dos Óscares, venham todas as carpetes do mundo! Desta vez foi a dos Grammys, que na verdade é uma carpete muito especial e muito heterogénea e muito cheia de estrelas que não fazem sentido nenhum a não ser ali. São essas estrelas que fazem questão de envergar os outfits mais incríveis do planeta, sempre de autores desconhecidos, combinados com mais acessórios desconhecidos, todos eles do mais desconhecidos possível num universo dominado por marcas e product placements para o grande dia. UAU.

Continuar a ler…

Le Varsity Jacket

Desde que estou grávida e tenho uma barriga mesmo enorme a fazer-me companhia que sei perfeitamente que: a) é temporário; ☑ b) é lindo e maravilhoso; ☑ c) a minha vida vai mudar para muitíssimo melhor; ☑ Como puderam ver, assinalei todas as hipóteses. E não é por não saber escolher, é porque é mesmo genial. Andava atrás de um Varsity ou Letter Jacket que fosse eficaz, bom, giro, bonito, fiel à autenticidade do que é o ícone original a ser reproduzido, etc etc etc. Tendo

Continuar a ler…

CARTA ESCANCARADA A IVO MENDES ou Joana Barrios FEAT. PEDAL

Saí de bike em Lisboa, pela primeira vez, no dia 26 de Dezembro de 2011. A grande diferença entre a bicicleta e qualquer outro meio de transporte considerado alternativo (nesta categoria só são aceitáveis skates – nada de longboards, patins em linha ou qualquer coisa do género, porque isso é altamente proibido…) é a locomoção. E a emoção. Ora bem, de bicicleta pode ir-se a quase todo o lado, as pessoas acham bonito e ecológico e alternativo-aceitável porque já viram em blogues de moda internacionais

Continuar a ler…