Trashédia

YOU WILL BE HAPPIER WITH LOWER STANDARDS

GRAN GANGA!

Conselhos Para Uma Época De Saldos Mais Ou Menos Regrada.

Isto dedica-se a todos aqueles que adoram uma boa pechincha.

Meus Amigos, a época não está para graças, mas enquanto não chega o último trimestre de 2011, toca a aproveitar…!
É, no entanto, muitíssimo importante aproveitar com juízo e moderação, porque a cena dos monos no armário está muito out.
Eliminar o supérfulo, mas em grande estilo e quanto baste…
Nada de exageros…!
Podia encher-vos de regras utópicas, mas não o vou fazer.
Tenho os meus rituais (muito próprios, devo confessar) e são esses que vou partilhar, tentando, sempre, camuflar alguns comportamentos de ordem obsessivo-compulsiva.

1. É importante saber tudo o que é que se tem no armário. No caso de não se saber, é importante que haja alguém que saiba e que actue, em determinadas ocasiões, como consciência. Só na presença do que é que existe no nosso armário é que podemos avançar.

2. Devemos perceber quais são as necessidades de vestuário (na maioria dos casos, nenhumas).

3. É importante saber o que é que se vai comprar e averiguar se compensa mesmo investir em determinada coisa e se o saldo não é uma enorme aldrabice.

4. NUNCA, JAMAIS, fazer compras de saldos a crédito. Vão sair muito mais caras.

5. Aproveitar os saldos para comprar coisas valentes, tais como malas, sapatos, casacos é revelador de grandiosa inteligência.

6. Deve preparar-se o roupeiro para a chegada de novos inquilinos, acção que é sinónima de: esvazia algumas zonas e deita fora coisas que não vestes há pelo menos dois milénios.

7. Aproveitar os saldos para investir em bens não só para adornar o corpo, mas também a casa, por exemplo, e outras zonas que descuramos por ser tudo quase sempre caríssimo, é uma excelente maneira de agrarrar a sociedade de consumo pelas rédeas e mostrar quem é que manda.

8. Ter o mercado muito bem estudado e estar dotada daquilo a que se chama o olho clínico, é determinante para as boas compras. Separam-se, assim, as boas compradoras das más.

9. Para ir aos saldos é preciso um certo estado de espírito. Sem isso, é excusado. Nunca, em circunstância alguma, se deve ir para uma sessão de hard shopping sem paciência. Vai dar péssimo resultado.

10. Na última semana de saldos, não só ainda há coisas, como está tudo muito mais barato.

Deixo-vos com a canção que dá o título a esta entrada.
Almodóvar & McNamara, Gran Ganga, 1982.
A letra, AQUI.
O mp3 com a qualidade máxima, AQUI.

0

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.