Trashédia

YOU WILL BE HAPPIER WITH LOWER STANDARDS

#OOTD 8 – WAINBOOOW!!!

AHHHH!
Março, meu Querido mês de Março, que o teu Sol que aquece muitíssimo mais que o Sol de Inverno da canção da Shô Dôna Simone.
Março, Marçagão, manhãs de Inverno, tardes de Verão.
Tudo verdade.

Este é o mês em que me lembro disto: de um casaco de linha azul bebé que eu tinha quando era adolescente e de como esse casaco era horroroso e eu passava o pior frio do mundo de manhã, porque queria levar esse casaco para a escola e mais nenhum, porque estava Sol. Eu cresci numa quinta no sopé de uma serra, e acreditem que lá está frio de manhã. Está mesmo frio. Género geada com espessura de uns 25cm que não chega a derreter durante o di. Frio mesmo frio. Só que eu, como de resto todos os adolescentes, queria ir a mandar póster para a escola, mesmo que o póster passasse por esse casaco de linha azul, giríssimo na altura.
Exacto.
Lembro-me como se fosse hoje de quando tinha de sair do carro para abrir o portão, e da brisa polar que entrava por todos os elos tricotados de linha azul bebé, da cor do céu que se deixava adivinhar por detrás da serra, enquanto esperava que a minha Mãe passasse para eu poder tornar a fechar o portão e entrar finalmente no carro para aquecer nos quinze quilómetros seguintes que eram longas meias horas caso apanhássemos um tractor no caminho. Ou um camião.
As mãos a tocar no ferro gelado do portão. BRRRRRR!!!
Oh, Filha, mas porque é que não trazes um casaco?
Aquilo era um casaco.
Era o casaco possível.
Era O Único Casaco. E com bons guionistas isto dava uma novela na TVI e uma música para o Anselmo Ralph. Era a única peça possível de usar para depois poder passar o resto do dia em T-shirt sem ter de carregar mais um peso pesado na mochila.
(Sou eu que estou a usar imensas referências televisivas ou é a televisão que se apropria de tudo?)

Chegou esse tempo, o tempo em que de manhã quando acordo está um frio horrível e fico a olhar para o roupeiro a pensar que um camisolão de lã é a melhor opção, mas que às onze da manhã me vou estar a injuriar por ter escolhido o camisolão de lã e não uma coisinha de tecido género uma camisa ou uma T-shirt com um casaco de ganga e mais o casaco de Inverno por cima. É o tempo das camadas e do abandono das cores deprimentes (no Inverno, mesmo que uma pessoa queira, não há roupa colorida…). É o tempo em que os neutros têm um papel fundamental. Neutros de todas as natureza, especialmente ao nível da cobertura.
Porque à uma da tarde vão estar mil graus e ninguém merece as faces rubras assim tão rubras.
É a mais pura das verdades.

Quando a Elsa me enviou esta peça magnífica da Iceberg, eu não consegui não pensar em como amo esta altura esquizofrénica do ano em que abandono definitivamente as meias em prol do tornozelo descascado e da perna à mostra e deixo de usar calças apertadas e botas.
E isso, minha gente, é para celebrar com todas as cores e com todos os padrões e com todos os óculos de sol e com todos os saltinhos Lacoste do mundo!
AHHHH! – Meu Querido mês de Março!

Jo Blog Shoot II -26 Jo Blog Shoot II -27 Jo Blog Shoot II -28
As fotos maravilhosas são do meu Marido Maravilhoso Carlos Pinto @carlospintophoto e a maquilhagem e cabelos são da minha própria autoria diária.
O casaco incrível, da Iceberg, na MyGod Porto | A mala do tamanho certo para levar só o telefone, três cartões e uma nota de €20,00 é da Bimba Y Lola, mas do ano passado, e é minha pessoal | Os ténis slip on em pele incríveis são meus também, do ano passado também, da Metal Gienchi na Sneak Peek | Os óculos são também incríveis e têm mais tempo, não sei ao certo quanto, se três ou quatro anos, e são da Italia Independent, comprados em Paris numa óptica minúscula do Faubourg St. Honoré mesmo ao lado do Café RUC.

4
1 Comentário sobre “#OOTD 8 – WAINBOOOW!!!”

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.