Trashédia

YOU WILL BE HAPPIER WITH LOWER STANDARDS

ÓSCARES é RED CARPET!!!

Não digo que houvesse Óscares todos os dias, mas uma vez de três em três meses… Acho que era a dose certa.

AS FRASCOS DE PERFUME

Cate Blanchett, Lady Gaga e Jennifer Jason Leigh

Nada disto quer dizer que estejam mal. Não. Não é por aí. Mas por exemplo, desde que a Cate Blanchett fez o anúncio do perfume da Armani, que se tem vestido imenso de frasco de perfume, ou melhor, de pessoa permanentemente num anúncio a um perfume. Neste caso vejo a Cate Blanchett a sair da cerimónia e a dar um pulinho ali a um cenário já ao lado para ir gravar um anúncio a uma fragrância com notas florais com uma base predominante de jasmim e notas de delfim, goivo, iris, jacinto e centáuria. Até porque a Cate Blanchett tem sempre aquela expressão de prazer que os departamentos de Marketing adoram, e é impossível não querer pô-la a vender tudo. Está linda e maravilhosa e elegante e merecia que alguém lhe esculpisse a figura e não partisse o molde. Olho para a Cate Blanchett e vejo uma daquelas representações do sublime campestre floral que se vendem em todas as lojas de bibelots que pararam nos anos oitenta. Seja como for, está divina e vai à frente nas listas das melhor vestidas. A maquilhagem é que é sempre a mesma e isso é aborrecido.
Os olhos pretos neste look são só absurdos.cateblanchettarmani

Jennifer Jason Leigh, outro frasco de perfume, desta feita floral mas menos. É mais uma fragrância daquelas pesadas, muito doces, que enjoam imenso mal uma pessoa destapa o frasco. Não me parece que esta tenha sido uma escolha muito feliz, mas compreendo imensamente que o nude rosado estruturado género piquena fonte de flores seja uma escolha a apontar para os lugares da frente. Mas não foi. São rosas no regaço, pronto, está bem. Mas não. Depois as que lhe vão caindo assim saia abaixo também parecem só um bocadinho forçadas e não está muito bem. Está, no entanto, maravilhosa tendo em conta que é um frasco de perfume adocicado e enjoativo, que combina a rigides de umas linhas estruturadíssimas com a delicadeza das pétalas. Mil vivas para o facto de deixar o vestido respirar sozinho e de não se ter atafulhado perifericamente em acessórios.jenniferjasonleigh

Lady Gaga em Brandon Maxwell parece a versão Old Holywood Glamour, de resto a sua assinatura das red carpets, do famoso Tom Ford da Gwyneth em 2012. Mas parece bem. Eu olho para ela e é um frasco de perfume entre o clássico/mítico Jean Paul Gaultier e o Balenciaga Paris Eau de Parfum e o White Patchouli do Tom Ford. Vai muito bem, ela é óptima a compor looks de personagens dela própria, por isso está óptima. Adoro a estrutura e as linhas e adoro muitíssimo o facto da Lady Gaga não colar as mamas com fita cola e usar três cintas para parecer mais fininha, etc…ladygagabrandonmaxwell


AS ENXOVALHADAS

Escolher estes tecidos para uma red carpet para se sujeitarem ao escrutinio severo dos olhos do universo inteiro e desejar passar o dia seguinte feliz, acho que é incompatível.
Rachel McAdams e Sophie Turner, duas super giras ainda por cima, todas exovalhadinhas, coitadinhas. O que me dá pena é que a Sophie Turner, ainda por cima, escolheu uma cor óptima e podia estar numa página cromática ao lado da Cate Blanchett a rockar imenso, mas não, está só cheia de vincos na zona da cintura, porque deve ter apanhado um lugar livre no autocarro, e aproveitou para se sentar. Isto porque em Los Angeles nos autocarros, há lugares para pessoas vestidas de gala. Cá nós temos lugares reservados para grávidas, idosos, acompanhantes de crianças de colo e pessoas com deficiência, mas em Los Angeles os lugares reservados da frente são para pessoas vestidas de gala, porque lá há muitas galas, e como normalmente os transportes vão cheios de gente vestida de gala, quando há um assentinho livre, é logo a aproveitar, que aquilo é tudo em extensão, e as galas às vezes ficam fora de mão.
Já a amiga Rachel… Pronto, coitada… É que é tudo mau… Além da racha e do decote Sporty Spice anos noventa, com aquilo tudo enrodilhado… Devem ter combinado as duas na paragem, porque esta também parece que também foi sentadinha até chegar aos Óscares.
Bem vistas as coisas, aguentar uma noite inteira de saltos não é fácil…!rachelmcadams sophie turnergalvan


AS QUE PERDERAM A CABEÇA

Kate, M’lhér, o que é que te aconteceu??? Uma Mulher maravilhosa que conhecemos precisamente por ser maravilhosa decide este ano apresentar-se nos Óscares com um vestido que é de bradar aos céus de ruim-brilhoso, simplicíssimo. Humilde, mesmo. É um vestido que está a pedir perdão por existir, de simples que é. O que é um alívio, porque neste tecido, bastava mais uma costura que o vestido parecia que logo imediatamente estar aos gritos. O cabelo com as ondas do Babyliss mas que afinal também é saí da piscina remata directamente ao estômago da plateia. QUEREDO.katewralphlauren

Heidi Klum poderia estar na categoria “Frasco de Perfume” ou “Decotes”, mas optou apenas por estar na categoria das que Perderam a Cabeça.
Este vestido tem tudo.
Porque por acaso tem mesmo.
Tem decote, tem flores, é fluído, tem estrutura, tem uma manguinha, tem uma cava, e tem muitas corzinhas nos tons do violetazinho, por isso a Heidi parece uma cabeça de alho. O cabelo remete também para a cabeça de alho.
Nem ela parece estar muito convencida, mas a Donatella disse e ela aceitou, porque são muito amigas e de certeza que foi assim. Sem tirar nem por.heidiklumversace

Kerry Washington, que uma pessoa vê sempre tão bem, viu-se numa aflição ontem à noite. E talvez nas últimas semanas. Porque para se apresentar assim a coisa não lhe deve ter corrido muito bem. O vestido é inenarrável. Parece assim o primeiro figurino de um figurinista a quem pediram um guarda roupa de época para um espectáculo de época on ice. Porque este linguajar têxtil é isso e só isso. É um figurino para qualquer peça de época em versão on ice. O sapato está ali porque ela tinha de ir calçada e com isto, de facto, não há remédio, tudo fica mal, por isso, na boa, até podia estar de chinelos.
E o cabelo – atenção que vou rimar – é um pesadelo. A única coisa boa that goes for miles são as pernas, não as testas.kerrywashington

AS PISTA DE ACELERAÇÃO

Depois da Kim Kardashian ter revelado o seu segredo da fita cola nas mamas Hollywood terá vindo abaixo e todas estas Senhoras que se seguem devem ter pedido para trocar dos vestidos que as stylists lá tinham para os decotes que elas queriam mesmo, porque já sabiam como é que se fazia para conseguir sacar o look.
De certeza.

Olivia Wilde, Charlize Theron, AnneMarie Cappendale, Liz Hernandez.
Todas a exibir esterno.

Olivia Wilde de inspiração grega com coleira e sorriso amarelo e gritos de pânico porque aquilo não está a funcionar. Charlize com uma gargantilha tão grande e longa como o seu decote de paninhos atados com cordel e poupa que nos faz lembrar o início dos anos noventa – ficam a faltar as farripas. Charlize também podia estar nas enxovalhadas, não fosse a cor do vestido que faz com que se veja muito mais o decote que os vincos.
Anne Marie Cappendale só porque sim, porque até está com ar de quem está a curtir o decote.
E Liz Hernandez, um pouco mais tímida, com cortina por cima do decote atravessado.charlizeDior lizhernandez oliviawildevalentino annemariecarpendale


AS SIMPLEZINHAS

O look clean, que é assim aquele look simplezinho, que é também a personificação do normcore, é muito requisitado nestes dias, especialmente por quem não quer fazer má figura. E uma pessoa compreende, porque uma pessoa sabe que é isso que imorta. Só que pronto… Também não é preciso exagerar nas notas de simplicidade.

Olivia Munn e Louise Roe, simplezinhas, lá está, com cores assim vagamente complexas e uma expressão facial, também ela, simplezinha, podiam estar óptimas, mas não se sente isso.
Estão só a estar, estão só cobertas com tecido e foram porque tinham de ir.
Não é o que uma pessoa gosta de ver.
A gente mesmo nas simplezinhas quer assim um olhar forte, uma jóia contundente.
E estas monas não nos deram nada.
E estou revoltada por deixarem o clean assim com esta reputação.
Dois pontos ainda mais negativos: os cabelinhos da Olivia Munn, sacados por cima da orelha, que são aquilo que fazíamos na adolescência quando a nossa Mãe nos prendia o cabelo bem puxado para trás, o sítio saca rolhas de lado, para amanhar com os dedos, e o cabelo falecido da amiga Louise, que depois com o excesso de iluminador no canto do olho e o colar mais aquele pézinho a apontar sapato… Deuses.oliviamunnstellamccartney louiseroe


AS LYNDAS

Dorith Mous é modelo e pode fazer o que quiser, porque é modelo e essa sua condição justifica todas as acções. Este vestido Denis Diem é lindo e muito delicado e super elegante e vai completamente contra tudo aquilo que se verifica como a convenção da red carpet, por isso amo profundamente. Gosto da saia que parece de vidro soprado e que ocupou imenso espaço e que só por isso merece uma salva de palmas. Um look afirmativo e vagamente gótico e super cheio. WOWZERS. E o sopro do cabelo também lhe dá imenso!dorithmousdenisdiem

Rooney Mara em Givenchy.
Só não aprecio a plataforma.
De resto aprecio tudo e acho que vai perfeita.
Mesmo com aquele losango de barriga descoberta.
Ela é incrível e pode fazer o que quiser por isso mesmo.
Fica sempre bem e parece que está a curtir.
E se renda branca no meu imaginário é um bocadinho Ágata, a Rooney Mara veio provar-nos que estamos todas erradas, Manas!rooneymaragivenchy


Mais CANNES que L.A.

Charlotte Rampling, WOW. Olhem para a postura e percebam comigo que a Charlotte Rampling tem a linguagem corporal de uma miúda que se está a cagar. Agora digam que não a adoram. A super Diva em Armani está mais do que incrível. Parece que tem superpoderes quotidianos e que vos vai fulminar agora mesmo, apenas com uma olhadela.
Há que saudar a coolness quando ela vem do Olimpo.charlotteramplingarmani

Daisy Ridley em Chanel.
Shimmering Chanel.
Chanel prateado bordado, super over the top, só que cortado acima do tornozelo, para não ser um sacrifício.
É elegante e maravilhoso, descobre a figura sem necessidade de recurso ao spanx.
É jovial e parece que estamos mais em Cannes que em Los Angeles.daisyridleychanel

Alicia Vikander, de resto cara oficial da Vuitton, dedicou os seus últimos meses a destruir red carpets e ontem não foi excepção. Tão cool e fixe e preenchida e colorida e que cabelo tão bom!!! Jovem. Sem ser comprido. Finalmente um cabelo a fingir que é natural, mas super bem feito! Amo o amarelo e sim, isto é mais Cannes que L.A. – WOWZERS!aliciavikandervuitton


AS BRILHANTES

Também é costume haver umas giras a quem lhes apetece brilhar mais que os diamantes da canção da Rihanna ou mais até que as próprias estatuetas.

Este ano tivémos a Naomi Watts que quis tanto tanto tanto que conseguiu um dos looks mais Loja Vintage no Sótão da Avó da noite, ao encher-se de tudo e mais alguma coisa para complementar um vestdo que já sozinho era todo um complemento. Brilho, art déco e peso. CREDO. A gargantilha é escusada a não ser que ela seja super fã do Rui Veloso e a clutch também. Mil vivas para a makeup e vamos esquecer o cabelo, porque é só aborrecido de mau.naomiwattsarmaniprivé

A amiga irlandesa Saoirse Ronan também quis ir muito brilhante e foi. Ganhou à Naomi porque não se entusiasmou com os acessórios e foi assim simplezinha a garantir a eficácia do vestido, só que o vestido era um secador e ela própria tem ar de secador e pronto, ficamos assim. Se tivesse o cabelo preso estava bastante melhor, porque sempre aparecia mais composta e estruturava ali um elemento qualquer que a ajudava no equilíbrio. Não sendo assim, vestiu só qualquer coisinha e foi ali aos Óscares. – Nem levou a carteira, por isso não lhe peçam nada. (Peçam só para nunca mais pintar os olhos da cor da roupa, que nunca foi bom.)saoirseronan

AS ESTATUETAS

Debbie Matenopoulos e Margot Robbie, de Óscares.
Alguém tem de ser o Óscar ou o Globo de Ouro ou o Galardão genérico em quase todas as cerimónias.
Verdade seja dita.
Alguém tem de dar o corpo ao manifesto em todas as galas.
É verdade! – Não acreditam?
Pelo menos para os Óscares é assim: faz-se um sorteio e quem tira a palhinha mais comprida numa After Party dos Golden Globes, vai aos Óscares vestida de galardão. Para os Golden Globes do ano que vem, decide-se numa After Party a anunciar, dos Óscares. É assim a tradição. Género baile da pinha, estão a ver?
Este ano por acaso Calhou à Debbie e à Margot, porque o senhor que cortou as palhinhas cortou duas do mesmo tamanho, por engano.
A Debbie não vai muito bem, porque está só de bola de espelhos de cruzeiro no Mediterrâneo clássica. Já a Margot até poderia ir bem, que um Tom Ford nunca fez mal a ninguém, muito menos em efeito cobra, não fosse a borla XXL da clutch combinada com o cabelo blé, que faz daquilo tudo um pesadelo.debbiematenopoulos margotrobbietomford


LE
DAVID BOWIE

Parece que as homenagens não têm fim e por isso, porque é preciso manter a chama acesa, Sandy Powell fez-nos o favor de ser ela a recordar a memória do herói perdido no início deste ano.
Obrigada pelo apontamento.sandypowell

Este ano foi mesmo mesmo mesmo fraquinho.
Aguardamos o ano que vem, então…

Uma nota dos meus apontamentos ao nível da cirurgia plástica: Charlize Theron, Sofia Vergara e Heidi Klum é parar enquanto é tempo. E Jared Leto também.

(Todas as fotos de E! Online e FFW Fashion Forward)

0

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.