na berlinda

Amo imenso quando leio sobre viagens em blogues, especialmente porque os que blogam são sempre pessoas extremamente ocupadas e isso é invariavelmente um motivo de queixa, pelo que me pergunto sempre: – Se têm tempo para fazer posts…

Pronto, cheguei a Berlim na terça, depois de uma viagem atribulada q.b. (nada que não se resolva): a EasyJet (por mim conhecida como Camionagem do Ar) agora parte do terminal 2 do Aeroporto de Lisboa – LOL – o que significa que nem um livrinho menos mau há para comprar… Ainda estive quase-quase a trazer um Steven Sailor, mas depois pensei que não leio ficção e que só ia gastar 9€ porque estava altamente irritada com o facto de ter contado com o ovo no cu da galinha (o último número da Philosophie Magazine à venda na Relay do aeroporto) e de não ter, consequentemente, tratado de orientar leituras, porque vim para trabalhar trabalhar trabalhar e não é possível LER quando estou nestas rotinas absorventes. Desde que cheguei a casa da Filipa (César) que ainda não fiz mais do que trabalhar. É sempre assim quando se viaja para trabalhar; há três visões possíveis a). o comentário geral uau, que sorte!… b). o que eu acho que vai ser; e c). a realidade: os segundos devem aproveitar-se TODOS porque o tempo está mais do que contado e afinal a coisa é mais difícil do que era de esperar. (Alguém que me faça o gráfico ao estilo 9Gag, por favor…) Todos estes são factos que não deixam muito tempo para muita passeata. Na verdade ainda não vi nada, não estive com ninguém, não vi a programação do Berghain nem fui aos mercados turcos. A minha sorte é que Kunst Werke é em Mitte e ontem, depois do ensaio, em vez de vir logo para casa decorar texto, fui dar uma micro volta, a qual veio a revelar-se altamente bombástica, pois rebentei com o futuro lucro numa única e nada singela ida à Acne.

Santo Sepulcro!

O certo é que hoje está sol e enquanto a nova edição do filme de Sábado faz o render, vim fazer um post.

ACABOU! – Vou para a rua.

 

2 comentários a “na berlinda

  1. ahhh viajar!! Que saudades! Seja em trabalho, ou whatever, sair é sempre bom! E adorei o teu porta chavecas, é para lá de fabuloso! E venho-te dizeree que adorei o artigo em françois, que percebi em diminuta quantidade, o Francês entretanto foi ultrapassado pelo Italiano e posteriormente pela preguiça! Berlim = sehr gut!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *